Início Consciência Aprenda como meditar: meditação em 3 simples passos

Aprenda como meditar: meditação em 3 simples passos

0
Como Meditar - Meditação Anapana e Vipassana

Aprenda como meditar em apenas 3 passos. Um guia para meditação de forma simples e fácil.

Primeiramente vou explicar que meditação é algo simples, não requer uma posição específica, música ambiente, roupas especiais… Você pode até usar se isso lhe agrada ou deixa confortável, mas não é necessário.

Meditação se resume em silenciar a mente e o grande segredo para conseguir isso é a respiração. Por isso meditar é algo simples de se fazer.

Benefícios da meditação

A meditação traz inúmeros benefícios para o corpo e para a mente, por exemplo, conforme você pode ver abaixo:

  • Diminui a ansiedade
  • Melhora os sintomas da depressão;
  • Autoconhecimento;
  • Melhora autoestima;
  • Aumento de foco;
  • Aumento de produtividade;
  • Reduz perda da memória;
  • Aumento de emoções positivas;
  • Ajuda com insônia;
  • Melhoria na qualidade de vida.

Antes de prosseguir sobre como meditar, é preciso esclarecer alguns pontos que geram muita confusão para muitas pessoas.

Meditação não é religião, afinal meditar é apenas respirar e consequentemente silenciar a mente, isso é universal, não sectário, não pertence a nenhuma religião ou denominação.

Meditação também não tem efeitos paranormais, como poder de ler mentes, levitação, etc. Existem muitas histórias e mitos, porém meditar é apenas respirar, olhar para dentro e criar uma conexão consigo mesmo.

O porquê da respiração?

Acompanhe meu raciocínio: você tem controle sobre seus braços, suas pernas, seus dedos, seus olhos, sua boca. Porém, você não controla os batimentos do seu coração, você não controla o funcionamento dos rins, fígado, estômago, ou outros orgãos.

Então, qual é a função vital do seu corpo que funciona sozinha, no automático assim como o coração e outros órgãos, mas que você também pode controlar?
A respiração é a resposta.

Outro ponto muito importante sobre a respiração: ela é interna, ou seja, o ar entre e enche os seus pulmões, mas ela também é externa, o ar é exalado para o meio externo.

Portanto, a respiração é uma porta, uma passagem que liga você ao mundo externo e interno simultaneamente. Ou seja, quando você inspira, o mundo entra em você, quando você expira, você entra no mundo. Isso não é incrível?

A respiração também nos ajuda a entrar no momento presente, no agora, estar consciente.

Se você é um buscador e talvez ainda não saiba ainda o que é consciência, o seu verdadeiro eu, recomendo que leia esse artigo:
Desperte sua consciência e elimine o sofrimento da sua vida.

Tipos de meditação e suas variações

Existe uma diversidade muito grande de meditação e suas variações, pois no decorrer do tempo, muitos mestres e em muitos países foram praticando e aperfeiçoando, o que gerou uma grande variedade, por exemplo:

  • Vipassana;
  • Anapana;
  • Dinâmica;
  • Mindfulness;
  • Kundalini;
  • Metta;
  • Zazen;
  • Yoga.

Entre muitas outras…

Vou me atentar em apenas dois tipos de meditação que são mais conhecidas e exclusivamente focadas na respiração.

Meditação Anapana

Vamos para o primeiro tipo de meditação, a mais simples e fácil de todas na minha opinião. Eu comecei a fazer meditação com Anapana, e assim como foi muito bom para mim, espero que também seja muito bom para você.

Anapana consiste em colocar seu foco na respiração. Pronto? Vamos lá!

Passo 1:

Sente-se com a postura ereta, de maneira confortável, de preferência em um ambiente calmo, silencioso e feche os olhos.

Passo 2:

Comece a observar a sua respiração. Você não precisa intervir na respiração, não é necessário respirar mais lento, mais rápido ou mais profundo. Apenas respire normalmente, uma respiração de forma natural.

O seu trabalho aqui é o simplesmente observar a respiração. Observe o ar que entra pelas suas narinas, preenche os seus pulmões, e o ar que sai dos seus pulmões passando pelas suas narinas.

Continue respirando normalmente e observe, apenas observe! Muitos pensamentos virão à sua mente, um pensamento surge e logo outro pensamento também, e assim sucessivamente. Não alimente esses pensamentos, não de foco aos pensamentos, procure ao máximo manter sua concentração apenas na respiração.

Se você quiser se aprofundar um pouco mais na meditação Anapana, começa a observar as sutilezas, os detalhes da respiração. Por exemplo, o ar que entra nas suas narinas entra pela narina esquerda ou pela narina direita? Ou pelas duas simultaneamente? Procure sentir o ar tocando no interior das suas narinas, e observe se ele é quente, frio…

Com o tempo e com a prática, você vai perceber que seus pensamentos começam a diminuir, até chegar um momento que você não vai ter mais pensamentos. Isso ocorre naturalmente, com a prática constante.

A meditação Anapana se resume a esses dois passos.

Se você que ir além, e experimentar algo mais profundo, recomendo seguir o terceiro passo, a meditação Vipassana.

Meditação Vipassana

A meditação Vipassana foi descoberta na Índia há mais de 2.500 anos.

Vipassana significa ver as coisas como realmente são, permitindo assim eliminar as impurezas da mente, proporcionando felicidade e libertação completa: uma arte de viver.

Passo 3:

Vipassana é uma técnica que utiliza algo como um scanner, ou seja, você vai escanear o seu corpo. Vai percorrer seu corpo da cabeça aos pés e dos pés à cabeça, parte por parte, uma parte de cada vez.

Você vai começar pelo topo da sua cabeça, descendo pela testa, seus olhos, orelhas, nariz, boca, queixo, pescoço, ombros, braço, antebraço, mãos e dedos. Continue voltando para as mãos, antebraço, braço, ombros e vá para região do peito, abdômen, quadril, continue percorrendo coxas, joelhos, panturrilhas, tornozelos, pés até a ponta dos dedos.

Percorra cada parte do seu corpo conforme citado em busca de sensações. Podem ser sensações grosseiras como dor, coceira, ardor, etc. Ou sensações sutis, como calor, toque suave, etc.

Concentre-se entre 1 a 2 minutos em cada parte, e não se identifique com essas sensações.

Não pense: isso é bom ou isso é ruim, está doendo, isso é ruim… apenas observe essas sensações, pois elas vão surgir e desaparecer por si mesmas, considerando o princípio da impermanência, da mesma forma que essas sensações surgem, elas desaparecem.

Por quanto tempo devo meditar?

O ideal é que uma sessão de meditação dura em torno de 30 a 60 minutos. Entretanto, sabemos que isso não é possível para todos, então procure praticar pelo menos entre 5 e 15 minutos por dia e se possível duas vezes ao dia. Você irá experimentar resultados maravilhosos em sua vida.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile